Peter Connelly - Entrevista Exclusiva (LARA CROFT PT)

PT: Peter Connelly foi o compositor oficial do Tomb Raider IV, V e Angel of Darkness. O LARA CROFT PT incluiu uma entrevista exclusiva com ele na segunda edição da sua revista online, o LCPT Magazine. Não percam, logo abaixo, a conversa na íntegra.

EN: Peter Connelly was the official composer for Tomb Raider IV, V and Angel of Darkness. LARA CROFT PT featured an exclusive interview with him in the second issue of our online magazine, the LCPT Magazine. Don't miss the full conversation below.


(PORTUGUÊS) ENTREVISTA EXCLUSIVA COM PETER CONNELLY

Você foi o segundo compositor da série Tomb Raider. Por essa altura os jogos já eram um enorme sucesso. Você era fã? Sentiu-se pressionado quando foi contratado?
Eu era um grande fã, menos de 12 meses antes de eu começar a trabalhar na Core, eu estava a jogar o Tomb Raider II com o meu sobrinho, e a pensar “Quem me dera poder trabalhar num jogo como este.” Cerca de 6 meses depois eu tive a minha primeira entrevista com a Core Design e no dia 14 de setembro de 1998 eu comecei a trabalhar para eles. Pouco tempo depois eu estava designado para o TR4, então podes imaginar o quão animado eu estava, e SIM, eu estava a cagar-me de medo por seguir os passos do Nathan.

O Tomb Raider: The Angel of Darkness tem uma das trilhas sonoras mais elogiadas da série inteira. Como se sente acerca disso?
Foi uma experiência incrível poder gravar a música no Abbey Road e tê-la interpretada pela incrível Orquestra Sinfônica de Londres. Não é toda a gente que consegue experienciar esse duplo golpe, então nós estamos eternamente gratos (eu e o Martin Iveson (coescritor do AOD)) por termos tido essa oportunidade magnífica. Provavelmente o destaque da minha carreira até agora.

O TR: AOD foi obviamente bem mais sombrio do que os outros jogos. Quais foram as instruções que os produtores deram? E de onde surgiu a inspiração?
Muitas das músicas foram baseadas nas que eu tinha feito no TR4 e no TR5. Para ser honesto, ninguém nos deu instruções. A Core era tranquila quanto a forçar criatividade e nós fomos deixados com os nossos próprios equipamentos e a criatividade foi deixada para nós. Nós sabíamos em que direção queríamos ir, isso era óbvio, mas podíamos ficar descansados sabendo que, se houvesse algum problema com a nossa direção, seríamos chamados à atenção. Mas 9.9 em cada 10 vezes, era tudo tranquilo e deixado para nós.

Como é que você se sente, tendo feito parte dos jogos clássicos, ao ver a direção que a Crystal Dynamics está a tomar com os novos jogos? O que você mudaria na Lara de hoje em dia, se pudesse?
A Crystal Dynamics está a fazer um trabalho excelente com a franquia e eu realmente gosto da abordagem deles. Claro, não será o mesmo do que a série original, mas os tempos mudam e continua a ser um grande sucesso, seria estúpido afastarem-se da direção que estão a tomar. Eu acho que a nova Lara não parece a Lara que eu conheci, mas essa é só a minha opinião.

E quanto a outros compositores? Você tem algum favorito?
Eu tenho muito respeito por muitos compositores. Eu admiro o trabalho do John Williams, a música dele consegue fazer-me chorar e qualquer um que consiga fazer isso através da música é um génio. Também amo o trabalho do Hans Zimmer, tudo aquilo que ele toca vira ouro e eu admiro completamente o uso que ele faz de sintetizadores e sons eletrônicos nas suas músicas. IMENSAMENTE inspirador.

Se tivéssemos, hoje, a trilogia que o TR: AOD era suposto começar, qual seria a sua abordagem para as novas trilhas sonoras? Alguma ideia?
As lições aprendidas ao compor música para ser tocada por instrumentistas reais foram tão grandes, a música só podia melhorar. E, como já passaram mais de 15 anos desde as gravações na LSO, eu aprendi muito mais em vários níveis como compositor / produtor / orquestrador, então, se eu tivesse a oportunidade de fazer algo deste género de novo, acredito que só podia melhorar.

Você quer deixar uma mensagem para o LARA CROFT PT e para os fãs portugueses e brasileiros?
Obrigado a toda a comunidade de TR, MUNDIALMENTE, vocês são uma comunidade incrível e eu estou muito honrado por ter feito parte do fenómeno. Espero que hajam mais oportunidades. Amor para Portugal e para o Brasil! Abraços e beijos!




(ENGLISH) EXCLUSIVE PETER CONNELLY INTERVIEW

You were the second composer in the Tomb Raider series. By that time the games were already a huge success. Were you a fan? Did you feel pressured when you first got hired?
I was such a huge fan, less than 12 months before I started working for Core, I had been playing TR2 with my nephew and was thinking “I really wish I could work on a game such as this”. Within 6 months later, I had my first interview at Core Design and on the 14th September 1998, I started working for Core Design. Not long after that I was assigned to TR4, so you can only imagine how excited I was within and, YES, I was shitting myself to follow in Nathan’s footsteps.

Tomb Raider: The Angel of Darkness has one of the most acclaimed soundtracks of the TR franchise. How do you feel about that?
It was such an amazing experience to be able to record the music at Abbey Road and to be performed by the amazing London Symphony Orchestra. Not many people get to experience that double whammy so we’re forever grateful (both me and Martin Iveson (co-writer of AOD)) to had been given such a magnificent opportunity. Probably the highlight of my career so far.

TR: AOD was obviously darker than the previous games. What were the instructions that the producers gave to you? And where did the inspiration come from?
A lot of the themes were based on my original TR4 and TR5 themes. In all honesty, no one really came to use with a brief. Core was quite relaxed with forcing creativity and we were left to our own devices and the creativity was left with us. We knew where we wanted to go with the music, it was obvious, but we could rest assured that, if there was an issue with our direction, it was brought to our attention but 9.9 times out of 10, it was all plain sailing and left to us.

How do you feel being a part of the classic games and watching the direction that Crystal Dynamics is taking now with the reboot? What would you change in nowadays Lara if you could?
Crystal Dynamics are doing an excellent job with the franchise and I really like their take on it. Sure, it’s not going to be the same as the original series, but times change and it’s still such a huge success that it would be stupid to veer away from the direction it’s currently heading in. I don’t think the new Lara looks like the Lara I used to know but that’s just my opinion.

What about the other composers? Do you have a favorite one?
I have a lot of respect for a lot of composers. I admire the works on John Williams, his music can make me cry and anyone who can make this happen through their music is a genius. I also love the works of Hans Zimmer, everything he touches turns to gold and I totally admire his use of synthesizers and electronic sounds in his scores… HUGELY inspirational.

If we had, today, the complete trilogy that TR: AOD was supposed to start, what do you think would have been your approach to the next soundtracks? Any idea?
The lessons learnt when scoring the music to be played by real live players was such a huge learning curve, the music could only get better and, as it’s been over 15 years since the LSO recordings, I have learnt so much more on many levels as a composer / producer / orchestrator so, given the opportunity to do something like this again, I believe it could only get better.

Would you like to leave a message for Lara Croft PT and for the Portuguese and Brazilian fans?
Thank you all, the TR community, WORLDWIDE, is such an amazing community and I am so humbled to have been part of the phenomena. Hopefully there will be more opportunities. Love to Portugal and Brazil xx

PT: Há muito mais conteúdo na nossa revista! Incluindo mais entrevistas! Leia gratuitamente, clicando AQUI ou na imagem abaixo!

EN: There's a lot more content in our magazine! Including more interviews! Read it for free by clicking HERE or in the picture below!


Sem comentários:

Publicar um comentário

Translate

FANSITE OFICIAL!

FANSITE OFICIAL!