9 de novembro de 2018

5 MOTIVOS PARA AMAR O TOMB RAIDER III


Para comemorar os 20 anos do terceiro jogo da franquia Tomb Raider, resolvemos fazer um pequeno especial apontando 5 momentos que vivenciamos toda vez que jogamos esse jogo e que foram bastante marcantes para a época.

Como esquecer o Adventures of Lara Croft? Lançado em 1998, continuou com maestria o grande legado que os jogos anteriores tinham trazido para o mundo dos games. Introduziu novos movimentos, novas armas e até novos veículos. Trouxe de volta os Save Crystals, que fizeram parte do primeiro game e que foram tirados do jogo seguinte, mas, dessa vez, podiam ser coletados para salvar onde quer que o jogador quisesse. Não temos certeza se os jogadores realmente gostavam deles, já que foi a última vez em que eles fizeram parte de um jogo da série. Veio com um nível de dificuldade superior aos outros games, sendo ainda mais desafiador. Apresentou uma vilã icônica, que, mesmo não tendo retornado nos jogos seguintes, apenas na sua expansão, marcou os jogadores com todo o seu poder. Essas são apenas algumas das características que esse game trouxe, mas, a seguir, citaremos cinco inovações que fizeram ser um jogo icônico na mente de todos nós que o jogamos.

5 - Grande variedade de veículos

Resultado de imagem para tomb raider 3 vehicle

Neste título, podemos pilotar diversos tipos de veículos diferentes, bem mais do que no jogo anterior. Pilotar quadriciclo na Índia pode ser bastante complicado para algumas pessoas, mas é certamente bastante divertido para quem o controla. O cuidado com a aceleração, o freio, os pulos no momento certo... tudo isso acrescentou bastante adrenalina ao game.

Imagem relacionada

Além desse veículo, também vimos nossa heroína controlar um caiaque pelas águas do Sul do Pacífico, diferentemente da lancha usada no jogo anterior. O cuidado em guiá-la com seus remos trouxe muita emoção nos lugares com bastante água e correnteza.

Resultado de imagem para tomb raider 3 vehicle underwater propulsion vehicle

Como esquecer do jato subaquático? Tomb Raider tinha ido longe demais! Pilotar um pequeno veículo amarelo embaixo d'água que atira arpões parece bastante louco, e foi algo que nos trouxe bastante apreensão naquelas fases em Londres.

Resultado de imagem para tomb raider 3 vehicle boat antarctica

Na Antártida, temos que usar um bote inflável com motor, que nos leva para vários cantos inacessíveis nas águas gélidas do frio continente. Não é tão diferente da lancha usada em Veneza, no Tomb Raider 2.

Resultado de imagem para tomb raider 3 vehicle mines

Por último, e não menos importante, temos o carrinho da mina. Quem imaginaria que controlaríamos tal veículo em uma das fases da Antártida? É um "veículo" essencial para passar dessa fase, e também nos trouxe várias possibilidades. Acelerar, frear, pular com o carrinho e torcer para não cair nos buracos ou bater nos ferros que ficam no meio do caminho. Essas foram as funções e preocupações que tivemos ao usar o meio de transporte usado nas minas.

4 - Veneno como nova ameaça

Resultado de imagem para tomb raider 3 snakes

Como se já não bastassem os novos inimigos e animais enfrentados, tivemos que passar a lidar com mais um elemento: o veneno. Cobras bastante sorrateiras e rápidas no bote e lagartos ágeis e resistentes não só a machucavam, mas também deixavam um presentinho que ia consumindo toda a sua barra de energia até que chegasse a morte. A cura era uma só: usar um dos seus kits de medicação. E quando estávamos com poucos itens de cura? O jeito era economizar. Deixar o veneno agir até o máximo e depois encher o sangue com um kit do grande, ou então deixar agir até a metade e usar um pequeno. O que não valia era ser picado com a barra quase cheia e usar o medicamento logo em seguida. Em tempos de racionamento, é necessário ser esperto e usar com sabedoria todos os itens coletados no meio do caminho.

3 - Contato com alienígenas

Imagem relacionada

Muito frequentes no nosso imaginário e parte de várias teorias da conspiração, os extraterrestres certamente já foram assunto de alguma conversa que vocês tiveram ao longo da vida. O fato de estarmos sozinhos no universo ou de existirem outros seres vivendo por aí é assustador e desperta bastante curiosidade. Eventos em Varginha e nos Estados Unidos estão entre os mais marcantes contatos relatados pelas pessoas com esses seres, mas provavelmente foram prontamente abafados pelos governos locais, com receio de causar um pânico geral na população mundial. Esse assunto continua sendo uma grande dúvida: quem os avistou ou interagiu com eles, afirma com veemência que existem. Outros, dizem que não passa de alucinação ou que tais seres não existem. É difícil afirmar com certeza, e essa dúvida é o que faz o assunto ser ainda mais interessante.

Imagem relacionada

O Tomb Raider 3 resolveu brincar com esse assunto e trouxe uma fase chamada Área 51, com o mesmo nome do lugar da vida real nos Estados Unidos onde eles pudessem ter sido mantidos escondidos do resto do planeta. Uns dizem que fizeram experimentos com eles, outros que os mataram, e há quem diga que até os mantiveram vivos e que agora fazem parte da nossa sociedade, mas, no jogo, podemos entrar em contato com eles. Passamos a fase toda tentado adentrar as dependências do local e, quando finalmente conseguimos, damos de cara com uma nave espacial e alguns espécimes. Como o propósito principal do game é a busca pelos meteoritos, todo esse assunto extraterrestre casou bem com essa proposta - e nos deixou ainda mais intrigados com esse assunto.

2 - Grande arsenal de armas

Assim como no título anterior, o Tomb Raider 3 trouxe várias armas para serem usadas em diversas situações. Umas não eram novidade, como as pistolas duplas, as uzis e a shotgun. A MP5 era semelhante com a M16 do segundo jogo, então tivemos duas armas totalmente novas: a Desert Eagle e a Rocket Launcher. A primeira, pequena e simples, já foi bastante subestimada pelos jogadores que não a conheciam. Parecia uma pistola, mas não em dupla. O que essa arma traria de positivo se é tão simples? Acontece que esta arma é uma das mais potentes do jogo, matando os inimigos com muita facilidade, sejam animais ou seres humanos. Ela é rápida e perigosa: apenas um ou poucos tiros são necessários para acabar com a ameaça. Inclusive, ela é a melhor arma a ser usada contra o vilão final do jogo. Claro, somada com bastante técnica e agilidade do jogador.

Resultado de imagem para tomb raider 3 desert eagle

Já a Rocket Launcher deve ter sido uma grande surpresa para as pessoas quando a descobriram. É o único game da série principal em que ela aparece, já que a vimos outra vez apenas na expansão desse jogo ou no Lara Croft and the Guardian of Light, da série Lara Croft, de bastante sucesso também. É uma arma de grande porte e com um poder de fogo incrível. Explodir inimigos com facilidade é um sonho para uns, mas sua munição é bastante escassa no meio do caminho. Ideal para enfrentar grandes monstros e animais, é uma arma de bastante destaque nesse jogo e que com certeza ficou guardada no imaginário dos jogadores.

1 - Viagem de volta ao mundo

Imagem relacionada

Escolher para qual destino iremos em seguida? Essa foi uma funcionalidade nova que o jogo trouxe. Ao invés de seguirmos as fases na ordem pré-determinada, nesse jogo tivemos a oportunidade de escolher em qual cenário iríamos antes, e isso alterava a disposição de alguns itens e elementos no jogo. Nada tão marcante mudava, mas, caso já tivéssemos conhecimento das dificuldades de cada cenários, optaríamos por escolher ir primeiro no que considerava mais fácil, ou se livrar logo do mais difícil. Cada um dos cenários com sua particularidade e dificuldade, encontrando um artefato no final. Depois de passarmos por todas as armadilhas e perigos das selvas e templos da Índia, poderíamos escolher se queríamos ir para o deserto do estado de Nevada, nos Estados Unidos, para os templos e civilizações indígenas nas ilhas do Sul do Pacífico ou para o cenário urbano de Londres, trazendo um pouco das características de espiã da personagem. Há quem diga que há uma ordem preferível, mas isso fica a critério de quem estiver jogando. Não quer ir ao Sul do Pacífico agora? Tudo bem, mas lembre-se que depois será inevitável que visite esta área. O que importa mesmo é coletar todos os fragmentos do meteorito para que não caiam em mãos erradas.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Translate

FANSITE OFICIAL!

FANSITE OFICIAL!